Menu

Notícias

13h22

Pesquisa revela que 5,7 milhões de aposentados continuam na ativa

A crise econômica e política do país se reflete diretamente na vida dos aposentados brasileiros.

Compartilhe
Tamanho da Fonte

A crise econômica e política do país se reflete diretamente na vida dos aposentados brasileiros. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2014, divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de aposentados que continua trabalhando chegou a 5,7 milhões de pessoas. Ou seja, no ano passado, 28,14% dos 20,3 milhões de cidadãos já aposentados continuavam na ativa.

O sonho da maioria dos brasileiros é de poder curtir a aposentadoria descansando, mas também existem aqueles que, por necessidade ou mesmo para se sentirem ativos, não deixam o mercado de trabalho.

O trabalhador que se aposenta não é obrigado a deixar as atividades e o mercado de trabalho. Especialistas em Direito do Trabalho ressaltam que a pessoa que se aposenta por tempo de contribuição ou por idade pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode continuar com o vínculo de emprego.

Segundo especialistas, os direitos trabalhistas dos aposentados são os mesmo de qualquer outro funcionário não aposentado, uma vez que a relação do empregado para com o INSS não interfere em nada na relação trabalhista com a empresa. 

A relação entre o aposentado e o INSS é diferente da relação entre trabalhador e empregador, de acordo com especialistas em Direito do Trabalho. Na hipótese de aposentadoria, salvo por invalidez, a relação contratual de emprego continua seguindo normalmente. Isso porque o aposentado por invalidez é aquele que tem alguma incapacidade, por lesão ou enfermidade, que o impede de realizar qualquer atividade laboral.

No caso do desligamento do funcionário aposentado, sem justa causa e sem qualquer tipo de discriminação, ele terá direito ao recebimento de todas as verbas rescisórias, igual a um trabalhador comum: saldo de salário, férias e décimo terceiro salário proporcionais, aviso-prévio, FGTS e a indenização de 40% do FGTS.

Deixe seu comentário:
Fundação Baneb de Seguridade Social - BASES
End: Rua da Grécia, nº8 • Ed. Serra da Raiz, 9º andar
Comércio • CEP: 40010-010 • Salvador - BA
bases@bases.org.br
dpo@bases.org.br
Fale com:
Seguridade 71 99728-5084
71 99690-4465
Empréstimo 71 99980-1712
71 99690-6732

Secretaria 71 99671-1540
71 99696-1019
Bases
2016 - 2021. Bases. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital